Translate

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Sealand - o menor país(???) do mundo


O micronacionalismo existe há tanto tempo quanto a própria política. Em linhas gerais, uma micronação, é uma comunidade organizada que se autoproclama Estado soberano. Apesar de reivindicarem a soberania e normalmente não serem perturbadas por entidades maiores de governo, as micronações não são reconhecidas como estados oficiais independentes (o que as diferencia de microestados como o Vaticano).

Está é Sealand! Fico imaginado como seria uma aula de
geografia física sobre o país... Relevo: planície de aço.
Vegetação: não existe. Água: só do mar ou na garrafa.
Solo: aço.
O território de Sealand fica a cerca de 10 km da costa da Inglaterra e foi originalmente uma fortaleza marítima  durante a II Guerra Mundial, construída para impedir ataques aéreos alemães. Em 1967, Paddy Roy Bates ocupou a fortaleza (então chamada Knock John) e usou-a como uma estação de rádio pirata. Ele e a sua família proclamaram a plataforma uma nação independente e soberana, chegando a emitir passaportes.
Bates afirmou que lhes foi concedida a soberania de fato quando a Alemanha lha enviou um diplomata e depois de uma decisão judicial de 1968 no Reino Unido indicar que, devido à sua localização em águas internacionais, a plataforma está fora da jurisdição britânica.
A fortaleza durante a II Guerra Mundial.
Em 1978, Bates não estava na sua plataforma e Alexander Achenbach, que se refere a si mesmo como o primeiro-ministro de Sealand, juntamente com vários compatriotas alemães e holandeses, encenou um golpe de estado armado à instalação. Mantiveram o filho de Bates, Michael, refém por vários dias, e depois libertaram-no na Holanda. Bates pediu ajuda armada para recuperar Sealand e invadiu-a com helicópteros. Manteve Achenbach e os outros como prisioneiros de guerra e só os soltou depois de acusar Achenbach de traição e exigir uma multa elevada.


Tem até seleção de futebol!
Sealand emite os seus próprios passaportes e selos de correio, títulos de nobreza, tem moeda própria e, inclusive, uma seleção nacional de futebol, entre outras características de um Estado independente. Porém os seus habitantes moram em barracões de aço e convivem o tempo todo com o barulho de vários geradores.

Sealand a venda, você tem interesse?
No começo de janeiro de 2007, o príncipe Michael de Sealand decidiu pôr a ilha artificial à venda.Pela plataforma, à qual só é possível chegar de helicóptero ou barco, os proprietários pedem 1 milhão de libras (R$ 3,42 milhões) e detalham as qualidades do local: vista infinita do mar, tranqüilidade absoluta garantida, nada de impostos. Em 2007 o site The Pirate Bay anunciou o interesse em comprar Sealand para lá hospedar os seus servidores, que formam "o maior tracker de BitTorrents do mundo" (segundo os próprios). Os fundadores do The Pirate Bay estão interessados em ter um pouco de paz e sossego e hospedar seus serviços longe de ações judiciais, como as tentativas feitas pela RIAA (indústria fonográfica estadunidense) e outros.


Informações gerais sobre o país
Capital: Sealand.
Bandeira de Sealand.
Língua oficial: Inglês.
Governo: Monarquia constitucional.
Príncipe: Roy Bates.
Príncipe regente: Michael Bates.
Estabelecimento: 2 de Setembro de 1967.
Área: 0,055km².
População: 2 hab.
Moeda: Dólar de Sealand.
PIB: US$ 600.000.
Site oficial (sim! Sealand tem um site!): 
http://www.sealandgov.org/
Vale a pena conferir a galeria de fotos:
http://www.sealandgov.org/photogallery

Facebook (curta lá!): 
http://www.facebook.com/PrincipalityOfSealand

Canal do Youtube (lá você pode até ouvir o hino do país!):
http://www.youtube.com/user/SealandVideo

Localização (tentei achar no Google Maps, mas a resolução não é suficiente)


Exibir mapa ampliado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário